Filho do Salvador Arris que Causou Tudo? | Vandal Hearts

@chrono-xplay

Finalmente finalizei o game! Passei muita raiva perdendo algumas batalhas, mas uma vez que você entende como que a inteligência artificial funciona fica muito divertido. O diferencial do jogo é que TODOS os personagens e monstros podem contra-atacar, fazendo você pensar duas vezes se leva o primeiro ataque ou não. Também não tem sistema de farm, que é bom por não ter batalhas aleatórias, mas por outro lado,  você acaba sendo punido nas batalhas seguintes se algum personagem seu morrer (ele deixa de ganhar experiência e você não consegue upar antes de continuar a história). Depois que as últimas classes são upadas você perde o medo de ir para cima e começa a tentar algumas estratégias mais ousadas.

Os magos desse jogo são muito bons, pois além de serem rápidos conseguem dá um bom dano físico e usar magias bem fortes. Os arqueiros também são bem apelões tanto da nossa party e os inimigos (os inimigos são mais chatos porque tem um alcance maior).

No fim dessa batalha, a gente descobre que a treta toda para trazer as chamas infernais foi por motivo de .... Vigança? Sério isso? Porque o pai do chefão morreu... Sendo que o pai dele é considerado um héroi diante todos os reinos, uma lenda. Apesar disso o desfecho foi legal, e o final deixa a gente no suspense.

Gostei bastante desse jogo e recomendo jogar pelo menos uma vez. Se você quiser fechar 100% o jogo, então vai ter que ver na internet os mapas que tem os itens secretos. Se completar os 8 desafios, você libera uma nova classe pro Ash, que o deixa mais apelão. Eu acabei não pegando esses itens, porque não me guiei por nenhum detonado, e o jogo é bem linear e não dá nenhuma pista onde que esses itens se encontram. Como o jogo tem um número fixo de batalhas, então acho que não vale muito a pena pegar a última classe para fazer poucas batalhas com ela. Não senti dificuldade no final, pois como disse os magos e arqueiros são bem apelões e não deixam a desejar.

Like