Garena perde na justiça e reativa conta de usuária no jogo

Depois de ser processada por ter bloqueada conta de jogadora, a Garena, foi obrigada da desbloquear a conta da jogadora. A decisão foi da juíza Larissa Ditzel Cordeiro, da 2ª Vara Cível de Dourados-MS, a desenvolvedora do battle royale terá que reativar a inscrição da usuária. Além disso, solidariamente ao Google, vai ter que arcar com as custas processuais e honorários advocatícios, e também pagar indenização pelos danos morais causados.

Na ação a jogadora alegou que no dia 19 de maio teve sua conta bloqueada por causa de um suposto uso de software ilegal, menciona ter entrado em contato com a Garena para tentar saber, sem sucesso 'qual teria sido a conduta repreensível, os supostos software/app/apk' que levaram ao bloqueio de sua conta e o impedimento de efetuar login em qualquer conta do Free Fire através de seu Smartphone.

Dentro do processo a jogadora também alega que a patente Diamante III a coloca em uma posição de destaque dentro do sistema de ranckeamento do jogo. Além disso a perca dos itens comprados na loja virtual operada pela Garena dentro do Free Fire e perdidas com o bloqueio da conta também aparecem no argumento.

A juíza entendeu os argumentos da Garena com inversão do Ônus da Prova, onde a jogadora foi julgada pela empresa como a única culpada

Fonte: Globo Sport