State of Decay - Mundo aberto e zumbis, muito a se explorar.

@uroichy-san

State Of Decay foi lançado em 2013 para Xbox 360 e para Windows, é um jogo de mundo aberto com um mapa de 16km² para ser explorado livremente. Apesar de ter uma história a ser seguida ele não é exatamente linear, explicando melhor, o termo “exatamente linear” talvez de a impressão de que ele é linear em algum aspecto, mas a questão de linearidade em State é apenas para os que querem seguir a história principal, pois as missões seguem uma linha reta e não deixam margem para o jogador explorar todo o mapa. Entretanto, o jogo não foi feito para isso, e ele é excelente naquilo que foi feito para ser, em momento algum o jogador é obrigado a seguir a história, ele está sempre livre para fazer tudo a seu ritmo e a seu tempo.

 Como em qualquer jogo de mundo aberto, State Of Decay está cheio de missões secundárias, que não são muito variadas, infelizmente, elas se resumem a buscar possíveis sobreviventes, investigar atividade estranhas do exército em algum ponto do mapa, procurar um determinado tipo de suprimento para o acampamento, e ajudar outros grupos de sobreviventes, mas assim como as missões principais, estas também não são obrigatórias, contudo, algumas desaparecem depois de um tempo, afetando a moral da comunidade e o humor dos outros sobreviventes, podendo afetar drasticamente a capacidade desse individuo de ajudar, e até podendo causar a saída de determinado personagem da sua colônia.

 Com um mundo aberto grande o bastante para confundir os mais entusiastas, State of Decay não é para ser explorado sem um carro, e como os personagens tem status físicos relativamente baixos, os personagens se cansam rápido, e seria necessário muito tempo e paciência para percorrer um pequeno trecho a pé, já que seria preciso andar com muita cautela, pois enfrentar dois zumbis já seria difícil, uma horda então seria letal, e perder um personagem em State of Decay significa perdê-lo para sempre, não há meio de recuperação, e cada morte afeta a sua colônia negativamente.

 State Of Decay trouxe um pouco de apocalipse zumbi em um pacote diferente para a época, com muito crafting, carros a se utilizar, e uma colônia de sobreviventes a se gerir. O clima de tristeza e tensão é predominante, com uma trilha sonora sempre melancólica, que combinada ao estilo arcade e a simplicidade nos gráficos e na jogabilidade o tornam um título indispensável para os entusiastas do gênero survival horror, ou do gênero de games de mundo aberto.

PLATAFORMAS: Steam, Xbox 360, Xbox One.