Top 10 Jogos de Nintendo DS (Parte 1)

@claudia-mitre-rocco

O Nintendo DS tem uma vasta gama de jogos maravilhosos; são tantos, que conseguirei trazer mais de uma lista, com diversos tipos de gêneros. Alguns são mais conhecidos e outros nem tanto.

Nanashi no Game (The Nameless Game)

Um jogo de terror para a lista. Não é um jogo muito desconhecido, mas ele merece ser mencionado. Aqui temos um jogo dentro de um jogo. No mundo “real” do jogo, tem um jogo portátil que se chama “The Cursed Game ”, e todos que o jogam e não terminam o jogo em sete dias, começam a ver estranhas aparições, e acabam por morrer. 

O jogo amaldiçoado.

O protagonista acaba jogando o jogo por indicação de um colega, mas as coisas começam a ficar bizarras quando um amigo de escola some, e a namorada dele pede para que o protagonista vá até seu apartamento dar uma olhada nele. Quando chega lá, encontra o garoto morto por afogamento, com o jogo em suas mãos; e também descobre que o garoto não mandou o jogo para ele, mas estava na verdade tentando impedir a circulação do mesmo. 

A jogabilidade é 3D em primeira pessoa no “mundo real”, onde você deve explorar os ambientes, resolver puzzles e evitar inimigos; também pode ler emails. No segundo modo de jogabilidade, você joga o Cursed Game, que é um rpg em terceira pessoa 8-bits, parece ter saído do Game Boy Color; e ao jogar ele, você pode acabar solucionando problemas do “mundo real”. Existe uma sequência, intitulada “Nanashi no Game: Me”. Ambos foram lançados apenas no Japão, mas os jogos foram traduzidos por completo pelos fãs.

Flower, Sun and Rain


Um dos melhores jogos que eu já joguei no Nintendo DS, e com certeza meu preferido. Goichi Suda (ceo da Grasshopper, que fez No More Heroes, Lollipop Chainsaw, Killer is Dead, entre outros), coloca todo seu toque absurdo e bizarro no jogo, com seus personagens icônicos e peculiares e história irreal. Aqui você controla Sumio Mondo, um homem que carrega sua maleta Catherine que ele usa para procurar “coisas perdidas”. Ele é contratado pelo hotel Flower, Sun and Rain para encontrar uma bomba, porém algo o atrapalha e a bomba acaba por explodir. Curiosamente ele se vê em um looping infinito do mesmo dia, acordando quando o avião ainda não explodiu, e ele sempre tem novas chances de impedir que isso aconteça, mas será que ele consegue ou ele encontrará outros empecilhos? 

A jogabilidade consiste em andar (muito) pelos cenários, conversar com os funcionários e hóspedes do Resort e resolver diversos puzzles com a ajuda de Catherine e do guia do Hotel, utilizando o touch do DS. 


Time Hollow

Um excelente jogo de manipulação de tempo do Nintendo DS. O protagonista tem uma vida normal com seus pais, porém ao fazer 17 anos, seus pais desaparecem e de repente toda a vida do garoto muda, entrando em uma realidade onde ele nunca viveu com seus pais, mas com seu tio. Não só isso, mas sua história sempre vai se alterando, com seus amigos morrendo e desaparecendo. 

Porém, o garoto descobre que existe uma caneta especial que altera o tempo, e que com ela, ele pode alterar o passado, consertando as coisas. Aparece também em sua escola uma garota misteriosa, que não é afetada pelas manipulações de tempo. A jogabilidade é praticamente toda com a caneta, onde você deve abrir portais nos lugares certos, mudar o passado para corrigir o presente; também coletar objetos e passar por diálogos. 


Ghost Trick Phantom Detective

Outra jóia indispensável do Nintendo DS. Você controla um homem que acabou de morrer, mas ele não se lembra de quem é e nem o motivo de alguém querer assassinar ele. Porém ele descobre que enquanto espírito, ele tem o poder de manipular objetos e de se locomover através deles. 

Quando ele acaba usando esse poder para salvar a vida de uma garota, que por alguma razão estava na cena do crime, ele se vê em uma trama misteriosa, onde talvez a garota seja a chave para que ele descubra sua própria identidade. A jogabilidade consiste nessa manipulação e locomoção através de objetos, sempre com um objetivo e as vezes com tempo. 


Trace Memory

Um adventure maravilhoso e essencial do Nintendo DS. Você controla uma garota que foi criada pela tia, pois seus pais desapareceram quando ela era muito criança. Porém, um dia ela recebe um pacote que diz ser de seu pai, que ela pensava estar sumido, e no pacote, além de um aparelho misterioso, tem a localização dele, pedindo para a garota encontrá-lo. Ele diz estar em uma ilha, e por isso a garota e sua tia viajam até lá. Chegando no local, a tia da garota sai para procurar o irmão, mas não retorna. Por isso, a garota decide se aventurar para encontrar sua tia e seu pai, com a ajuda do espírito de um garotinho que se intitula “D”.

A jogabilidade é como a de um Adventure, tem muita conversa, exploração, arquivos e notas para ler, coleta de objetos e puzzles para resolver, tudo usando a caneta do Nintendo DS e as vezes o microfone. A personagem também tem um aparelho que o pai a enviou, e ele tem várias funções, uma delas é tirar e salvar fotos que podem ajudar nos puzzles e ler pequenos cartões de memória. O jogo tem uma sequência para o Nintendo Wii.


Deep Labyrinth

O primeiro RPG da lista. É um jogo infelizmente meio underrated, mas que merece mais visibilidade, por isso estou citando ele. Aqui, o protagonista, seus pais e seu cachorro estão andando de carro, quando o pneu do carro fura em frente a uma mansão estranha. O cachorro, que se chama Ace, fica incomodado com algo da mansão e acaba entrando nela; enquanto os pais do protagonista vão atrás, porém acabam não voltando. O garoto resolve ir procura eles, e quando se aproxima, acaba sendo sugado por um vortex, ficando preso. Ele se reencontra com Ace, e se aventura no lugar para salvar seus pais. 

Não apenas essa história, mas o jogo também possui outro plot de um homem que foi sugado pelo mesmo vortex. A jogabilidade usa o touch para mover a espada do protagonista e também desenhar magias, que podem ser combinadas para novas magias; o microfone também precisa ser usado em certas partes. O jogo tem diversos finais em cada capítulo, e suas escolhas interferem nesses finais. As dungeons do jogo são super imersivas, com inimigos em 3D e primeira pessoa. 

Theresia: Dear Emile

Mais um Survival Horror para a lista. Não é super desconhecido, mas também não é muito cultuado. É um dos melhores jogos de Nintendo DS que eu já joguei, e ele tem uma história incrível e um visual ultra bonito. A história do jogo começa sendo um mistério. A protagonista é uma garota que acorda em uma espécie de prisão, e nada se sabe sobre ela a não ser vários flashbacks que ela fica tendo, mas que você não sabe quem são as pessoas que ela vê e até que ponto ela estava envolvida nos acontecimentos. 

Por ser um jogo com uma história muito misteriosa, é bom prestar muita atenção nos flashbacks, pois por mais que eles não façam sentido no começo, parecendo apenas várias informações jogadas, elas são importantes e podem ir de encaixando aos poucos. A jogabilidade é em primeira pessoa, mas se torna um pouco complicado, pois o jogo é repleto de armadilhas e os puzzles não tem tanta dica, tendo a possibilidade de você ficar horas preso; por isso é bom explorar o máximo que der, para evitar que algo fique para trás. Existe também em seu inventário um pingente, que ao fazer a personagem usá-lo, vozes misteriosas dão dicas de como prosseguir. 

Tenchu Dark Secret

Um jogo de ação para a lista. Aqui você controla um dos dois ninjas assassinos que devem proteger uma princesa que foi ferida. Você deve atacar os inimigos e também fazer armadilhas para eles. 

O jogo tem diversas missões, as vezes você deve salvar pessoas que te dão itens como agradecimento, e eles podem ser usados para construir vários itens úteis, que podem ser usados ou vendidos. 

Again

Um Adventure policial para a lista. Nele você controla um agente do FBI que sobreviveu a uma série de assassinatos. Eles voltam a acontecer depois de muitos anos, e você deve solucionar esses crimes. O agente tem uma habilidade psíquica que o permite reaver o passado e investigar as cenas do jeito que elas ocorreram. A jogabilidade usa o Nintendo DS como um livro (igual em Hotel Dusk/Last Window), e você deve não só explorar os ambientes em primeira pessoa, como também usar as habilidades especiais do protagonista para reaver os crimes. 

Sempre que você encontrar todas as cenas necessárias em um ambiente, você terá todas elas fora de ordem, e as colocando em ordem certa, você consegue ver uma cena do assassinato. Porém, o personagem tem uma barra psíquica de saúde , que se caso você usá-la indevidamente, se resulta em game over.

Infinite Space

Um RPG de Ficção Científica para terminar a lista de hoje. O Nintendo DS tem diversos RPGs maravilhosos, e esse é um deles. Aqui você controla um garoto que vive em uma realidade futurista, onde a humanidade foi distribuída em várias galáxias, e onde viagens na velocidade da luz podem ser feitas, inclusive para lugares que demorariam anos para chegar. O garoto descobre que existe um império com um líder tirano que quer dominar uma das galáxias, e o protagonista deve tentar defendê-la. 

O jogo também possui diversos finais, e sua jogabilidade consiste em controlar uma nave espacial e seu time. A nave pode ser customizada de incontáveis maneiras, bem como seu time tem diversas possibilidades de membro. Você controla várias ações usando o touch screen, tanto as viagens, como combate e a locomoção de personagens. Sempre que uma nave inimiga aparece, você pode selecionar alguns tipos de ataque, que podem funcionar ou não. 

Por hoje é isso! Espero que tenham encontrado algum título de interesse! Aguardem mais listas dessa e de outras plataformas

Ps: O jogo da capa é Golden Sun.